A expectativa em torno do filme dos Minions era muito grande. Após acompanhar o grande sucesso de Meu Malvado Favorito 1 e 2, a indústria decidiu que era hora dos escravos amarelos assumirem o papel de protagonistas. Porém, o que poderia ser uma ótima oportunidade de dar fôlego à franquia,  não passa de um filme fraco e muito abaixo de seu antecessor.

Em Minions a ideia principal é apresentar a história das divertidas criaturas, desde o nascimento até as grandes aventuras que precedem o encontro com Gru. Com um histórico jurássico, os Minions sempre buscaram um vilão para seguir e adorar, e o processo é permeado por muitas trocas e confusões. O enredo é muito parecido com o do personagem Scrat, o esquilo azarado que divertia o público nas aberturas de A Era do Gelo.

Minions se passa em Londres, e da cidade são extraídos diversos clichês comuns em animações. Porém não são os clichês que prejudicam o filme, a principal falha está no roteiro e na jornada fraca de seus personagens. Os conflitos são pequenos e a principal vilã do filme, Scarlet (voz de Sandra Bullock), exerce pouco carisma, não sendo má e sequer boa. Poderia ser uma anti-heróina mas não passa de uma personagem secundária e sem força dramática. Ao contrário de Gru, personagem essencial e líder da história em Meu Malvado Favorito.

O filme não é de todo decepcionante e o destaque positivo fica para a trilha sonora com diversos clássicos do Rock dos anos 70. A referência presente no final também é uma boa sacada, o que livra o filme de ser uma grande bomba. Fica a impressão que pelo tamanho, os Minions seguram pequenos curtas, mas não tem altura suficiente pra longas-metragens. Veremos se a Universal vai apostar em uma sequência ou direcionar os esforços para Meu Malvado Favorito 3, tudo dependerá das bilheterias, como sempre.

Assista ao Trailer do Filme dos Minions

Anúncios