Esta tarde (20/11) uma sala repleta da Filmoteca de Catalunya, em Barcelona, recebeu dois convidados ilustres: Pedro Almodóvar e a atriz Marisa Paredes, ambos presentes para comentar a exibição do filme de 1995 “A Flor do Meu Segredo”. Parte das comemorações dos 20 anos da ESCAC (Escola Superior de Cinema i Audiovisuals de Catalunya), o filme conta a história de Leo Macias, uma escritora de romances sentimentais que passa por uma dolorosa separação e o processo de recuperação que se segue, uma das várias protagonistas do diretor que precisam enfrentar dores e desamores para se reencontrar.

Pedro Almodóvar afirmou que “A Flor do Meu Segredo” é um filme essencial  em sua filmografia, e que tem especial carinho precisamente por sua carga autobiográfica, tendo duas personagens (interpretadas pelas atrizes Chus Lampreave e Rossy de Palma) totalmente inspiradas em suas mãe e irmã, respectivamente.

Já Marisa Paredes, que imortalizou a protagonista, comentou que o personagem foi um presente que marcou sua carreira. A filmagem para ela foi sempre muito prazerosa ainda que intensa, e que desenvolveu uma amizade com o diretor após o filme, segundo ela, devido à proximidade que ganharam por meio do trabalho.

Para uma platéia interessada e atenta, Almodóvar falou de particularidades do filme, como a linguagem utilizada (característica de La Mancha, terra natal do diretor), bem como a inspiração para escrever o roteiro (a ideia inicial era tratar do reencontro de um casal que não dá certo), além do uso de não atores nas cenas que ocorrem no povoado da mãe da personagem, e até mesmo o uso das cores (a protagonista veste verde, num tom que foi difícil de encontrar e combinar com a paleta de cores do filme). O diretor comentou ainda o uso da canção Tonada de Luna Llena na voz de Caetano Veloso nos créditos finais, pois para ele a versão do brasileiro consegue captar o mistério da música, o que o original não trazia.

Curiosidades à parte, o filme de Pedro Almodóvar continua tão emocionante quanto quando estreou em 1995: cenas de sofrimento se entrelaçam com diálogos insólitos e divertidos, marca do diretor em muitos de seus filmes, mas que em A Flor do Meu Segredo  se torna marcante e inesquecível. Um deleite para os presentes, que aplaudiram muitos trechos do filme durante a projeção, e ainda mais ao final. Uma tarde para recordar.

Trailer do filme A Flor do Meu Segredo de Pedro Almodóvar

Anúncios